Cuidados com a pele negra: tire suas dúvidas

Usar filtro solar diariamente e apostar na vitamina C são alguns dos principais cuidados com a pele negra. 

Não é novidade que a pele negra contém mais melanina, pigmento responsável pelo tom lindíssimo e marcante. O que nem todos sabem é que esse fototipo de pele, como qualquer outro, exige um carinho redobrado na hora de montar uma rotina de skincare. Hoje, viemos falar sobre os cuidados com a pele negra e suas particularidades. Como mantê-la saudável, viçosa e uniforme? Acompanhe! 

Manchas e melasma na pele negra

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a pele negra é classificada como totalmente pigmentada, ou seja, possui uma produção expressiva de melanina. “Isso gera uma coloração mais escurecida e também maior propensão para desenvolver discromias – alterações da pigmentação – que causam as manchas”, esclarece a Dra. Monalisa Nunes, médica dermatologista, especialista em pele negra.  

A melanina, além de ser responsável por colorir a pele, tem como principal função protegê-la, especialmente contra a radiação ultravioleta emitida pelo sol. Logo, sempre que ela é agredida de alguma forma, o organismo produz mais melanina, provocando as hiperpigmentações e  o melasma. Como a pele negra tem uma defesa acentuada, as manchas aparecem mais facilmente, e costumam ser difíceis de remover, sem afetar as áreas ao redor.  

Qualquer inflamação, como lesões de acne, picadas de insetos e arranhões, pode provocar manchas escuras. Por isso, uma das dicas de cuidados com a pele negra da Dra. Monalisa é priorizar uma rotina com produtos gentis, que evitam irritações e ardências. 

como cuidar da pele negra
Médica dermatologista, Dra. Monalisa Nunes.

Como uniformizar a pele, sem causar novas manchas? 

Antes de escolher o tratamento mais adequado, é preciso identificar a causa das manchas. Depois, o segredo é utilizar ativos que vão uniformizá-las sem irritar. “Na prática, fazemos esses tratamentos com hidratação intensa para peles sensíveis e utilizando agentes de limpeza gentis, que permitem que o tratamento seja feito numa frequência regular”, conta a especialista.  

Para clarear as manchas escuras é importante contar com um acompanhamento médico. A melhor forma de prevenir novas hiperpigmentações na pele negra é utilizar filtro solar, antioxidantes e dermocosméticos capazes de uniformizar o tom. 

Saiba tudo sobre o ácido tranexâmico, o poderoso complexo clareador de manchas da Creamy!

Cuidados com a pele negra: protetor solar

Acredite se quiser, ainda é preciso derrubar o mito de que a pele negra é imune ao sol e, por isso, não precisa de protetor solar. É exatamente o contrário. Apesar de existir, sim, um risco menor de queimaduras solares, este fototipo é mais reativo e precisa de cuidados redobrados com a exposição solar. 

Tanto o excesso de sol quanto a exposição à luz visível, sem proteção, são prejudiciais à saúde da pele e podem trazer inúmeras afecções, que vão desde envelhecimento precoce ao câncer. “A pele negra pigmenta com muita facilidade, sendo mais propensa a doenças pigmentares que tem influência do sol, como melasma, vitiligo e hiperpigmentação pós-inflamatória. A melanina da pele negra confere no máximo FPS 14 e o mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde é FPS 30”, explica a dermatologista. 

O poder da vitamina C

A vitamina C, como já mostramos por aqui, é um poderoso antioxidante que combate a ação dos radicais livres, devolve a luminosidade, ajuda no clareamento das manchas, previne o envelhecimento precoce, entre outros benefícios. 

“A pele negra produz mais colágeno e elastina, isso confere uma menor tendência à envelhecimento precoce e flacidez”, revela a Dra. Monalisa.  Então, não precisa de vitamina C? Errado! Apesar de ser mais resistente ao sol e ter uma produção de colágeno elevada, o uso deste ativo é um dos principais cuidados com a pele negra.

A Vitamina C da Creamy é uma das mais queridinhas.

Quando usada pela manhã, antes do protetor solar, a vitamina C funciona como um verdadeiro escudo de proteção, capaz de ajudar a prevenir o melasma e outras manchas, sendo uma grande aliada na rotina de skincare de todos os fototipos, especialmente da pele negra.  

Por que a pele negra é mais oleosa no rosto? E a pele do corpo?

Quem tem a pele negra já sabe que ela costuma ser mais oleosa no rosto e ressecada no corpo. O motivo da oleosidade se deve à maior quantidade de glândulas sebáceas, que também favorecem o surgimento da acne. Por causa disso, a rotina de limpeza deve ser ainda mais rígida e realizada com os produtos adequados.

Em outras regiões do corpo, a recomendação é manter a pele sempre hidratada. Os negros têm tendência a foliculite, principalmente após a depilação. Sendo assim, a esfoliação suave, até duas vezes por semana, é indicada para remover as células mortas e impurezas da pele, principalmente após a depilação.   

Melhores ácidos para pele negra

“Não temos indicação formal de um ácido ou ativo que é melhor para a pele negra no geral, pois depende do tipo de pele e das necessidades específicas de cada pessoa – clarear manchas, tratar a acne, melhorar a textura, entre outras”. A dermatologista afirma também que todos os ácidos podem ser utilizados na pele negra, desde que sejam bem indicados e usados da maneira correta.

Outros critérios devem ser levados em conta na hora de escolher o ácido ideal, como os ativos, as concentrações e a textura do produto (em gel, sérum, creme ou aquosa).

Dica: rotina de skincare da pele negra

Como deve ser a rotina de skincare da pele negra? A Dra. Monalisa ressalta que o passo a passo não varia entre as etnias, e sim de acordo com a necessidade e tipo de pele, seja ela negra, branca ou amarela. 

“Não temos um item que não pode faltar na rotina dos negros especificamente. Os produtos que não podem faltar para todos os tipos de pele são: agente de limpeza, hidratante e protetor solar. Somado a isso, dependendo do tipo de pele (mista, oleosa, seca, sensível, normal, madura) e de suas particularidades, vamos incluindo outros produtos e ativos”. 

A produtora de conteúdo, Mônica Ambrósio, compartilhou com a gente os seus cuidados com a pele negra. “Minha pele é mista/oleosa. Como costumo usar muita maquiagem, por causa do meu trabalho, procuro ser bem regrada com a minha rotina de skincare”. Confira: 

Mônica Ambrósio, produtora de conteúdo e parceira da Creamy Skincare.

Rotina diurna:

#1 – Começo limpando a pele com um gel de limpeza. Gosto daqueles que fazem bastante espuma, sabe? Uso uma escovinha facial para me ajudar nisso. 

#2 – Em seguida, aplico um sérum de Vitamina C. Ele ajuda a proteger a pele contra os efeitos dos radicais livres, atua na prevenção de manchas (que eu tenho com muita facilidade) e deixa um glow de OUTRO mundo. Esse é o dermocosmético que funciona melhor na minha pele, não vivo sem! 

#3 – Por último, o protetor solar. Passo todos os dias, é sagrado! Não só pelo fato de proteger a pele de doenças graves como o câncer, mas também porque faço o uso dos ácidos, que deixam ela mais sensível. Ou seja, o filtro solar é indispensável! 

Rotina noturna: 

#1 – Retiro o excesso da make com um demaquilante bifásico ou um cleansing oil. Prefiro os produtos que contém óleo, porque retiram com mais facilidade a maquiagem à prova d’água. 

#2 – Para ter certeza que minha pele ficou bem limpinha, uso novamente o mesmo gel de limpeza que aplico na parte da manhã. 

#3 – Espero uns 20 minutos, para minha pele “descansar” um pouco e secar, e uso o Ácido Glicólico Creamy. Por ser um esfoliante químico, ele ajuda a deixar a minha pele mais firme, controla a oleosidade e, o melhor: reduz a aparência das linhas finas de expressão. 

#4 – Por último, o hidratante. Como não gosto de dormir com a sensação de pele “melecada”, prefiro sempre optar pelos hidratantes de textura em gel. No geral, eles são mais leves e a absorção da pele é mais rápida. 

Creamy: carinho para a pele negra

O Creamy favorito da Mônica é a vitamina C. Ela também usa bastante o Ácido Glicólico, nosso azulzinho, mas conta que às vezes intercala o uso dele com o Mandélico, o queridinho da pele oleosa e acneica. “Conheci a Creamy através de uma amiga que já usava e gostava demais. Acabei testando o  Mandélico e o Glicólico e me apaixonei. Senti bastante diferença no viço da minha pele e na parte de redução de manchas”, conclui. 

A influenciadora Carlinha Sidonio, apaixonada por skincare, também compartilhou um pouquinho da sua rotina da pele negra: “Amo cuidar da minha pele, é um momento que me faz muito bem. Ela é mista, com tendência a acne, por isso tenho um cuidado muito especial: faço uma rotina adequada ao meu tipo de pele e nunca saio sem proteção solar”. 

cuidados com a pele negra creamy
Carlinha Sidonio, influenciadora e parceira da Creamy Skincare.

“Sempre tive muita vontade de testar os produtos da Creamy, e estou encantada com o Sérum Vitamina C e o Mandélico. Uso há pouco tempo, mas já vejo uma diferença na textura da minha pele. Estou apaixonada pela marca! Amo quando os produtos cumprem o que prometem”, conta.

Antes de definir a sua rotina de skincare e cuidados com a pele negra, é fundamental consultar um dermatologista para avaliar o seu tipo de pele.

(Visited 339 times, 25 visits today)

4 Comentários Cuidados com a pele negra: tire suas dúvidas

  1. Ana abril 5, 2021 at 6:22 pm

    Oi, tenho a pele muito, muito oleosa e queria saber qual dos ácidos seria mais indicada para o combate da oleosidade + poros dilatados? Fiquei em dúvida entre o lático e o mandélico, pois já faço uso de tretinoína 3x na semana (já estou bem adaptada e sem sensibilização) e queria um que não esfoliasse tão intensamente quanto o glicólico.

    Responder
    1. Carol Moraes abril 5, 2021 at 8:53 pm

      Oi, Ana, tudo bem?
      Os dois Creamys, Lático e Mandélico, são super indicados para quem tem a pele oleosa e quer uma esfoliação suave.
      O rosinha é perfeito para controlar a oleosidade, combater a acne e clarear as manchinhas. Já o Lático, além de reduzir a oleosidade, melhora consideravelmente a textura e luminosidade da pele. Que tal incluir os dois na sua rotina de skincare, em noites alternadas? É sucesso garantido. 😍

      Responder
  2. JESSICA EURIDICE SMITH CARISTIATI abril 7, 2021 at 6:15 pm

    Eu,com uma pele Morena ,negra ou pele marrom, por muitos anos não usava filtro solar e des dos meus 11 anos tenho problemas com acne. Já fiz um tratamento dermatológico mas sem sucesso. Eu tenho acne e manchas escuras (cicatrizes, machucados ) agora com 33 anos . Não aguento mais sabe. No Instagram, quase no final 2020, esbarrei no site da Creamy e resolvi testar. No primeiro mês vi que elas clareiras bastante. Mas não o bastante para sumirem. E reparei que a cor ou tom da minha pele do rosto está bastante uniforme. E claro durante o dia utilizo um filtro solar de FPS55. O Dermatologista me indicou FPS40 para cima por conta do tom da minha pele o o gral de acne que apresento. gostei muito do resultado que apresentei após 1 mes de uso e pretendo estar utilizando os creamies por um bom tempo para obter melhores resultados. Aproveitei Até para levar 🧡💙💗💚 da linha Creamy .
    #Recomendo

    Responder
    1. Carol Moraes abril 8, 2021 at 2:30 pm

      Oi, Jéssica! 😻
      Poxa, realmente a acne e as manchinhas desanimam, né? Contar com acompanhamento médico é fundamental para a melhora do quadro.
      Ficamos muito felizes em saber que você está curtindo os nossos Creamys, e pretende continuar usando.
      Os resultados ficam mais visíveis com o passar das semanas. Quanto mais tempo você usar, mais resultados vai ver.
      Se tiver qualquer dúvida sobre o modo de uso dos Creamys, não deixe de entrar em contato com a nossa equipe.
      Ficamos sempre à disposição, tá? 😽

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *