Como tirar mancha de espinha do rosto?

A chamada espinha é uma doença inflamatória da pele, muitas vezes crônica, que se apresenta em graus variados – ou quadros clínicos variados. Geralmente surge em pápula, quando é só uma bolinha avermelhada; e em pústula, quando apresenta pus. Sim, é terrível só de ler.

O dano de uma espinha no rosto não é apenas estético. Uma pele acneica pode prejudicar a autopercepção, causando danos emocionais.

E é algo tão incômodo que acabamos tentando a todo custo acabar com elas, o que pode não ser uma boa ideia. Por isso, tome muito cuidado com indicações de pessoas leigas no assunto e receitas caseiras.

O que sabemos sobre as espinhas?

Apesar de surgirem principalmente na adolescência, afetando cerca de 85% dos indivíduos nessa fase, as espinhas podem vitimizar os adultos também – 12% das mulheres e 3% dos homens, de acordo com um artigo sobre acne na mulher adulta publicado na Surgical & Cosmetic Dermatology, a revista científica da Associação Brasileira de Dermatologia.

As espinhas aparecem por motivos diversos, desde desordem alimentar, ciclos menstruais irregulares, hereditariedade, estresse, exposição à radiação ultravioleta, obesidade, cigarro, entre outras doenças endócrinas, como síndrome dos ovários policísticos. Mas nem todas as causas foram ainda desvendadas.

Alguns períodos também podem levar ao aparecimento da acne: pré-menstrual, pré-menopausa, gravidez e durante o uso de contraceptivos progestágenos, entre outros medicamentos ou suplementos alimentares ricos em aminoácidos.

Tratando as manchas

Espinhas podem deixar cicatrizes e manchas. As cicatrizes são chamadas “depressões dérmicas”: quando ocorre uma degradação do colágeno. Há tratamentos médicos utilizados para tratar cicatrizes, como peelings, mas que são tratamentos de recuperação prolongada.

Outra forma de tirar mancha de espinha do rosto é usando produtos próprios para isso, sempre orientada por um dermatologista, pois alguns demandam receita médica, causam efeitos colaterais e só podem ser usados por um período limitado.

Existem exceções menos agressivas e mais vantajosas.

Na formulação do Creamy Mandélico, o destaque fica por conta de dois grandes ativos: o ácido mandélico e o alfa-arbutin. A eficácia de ambos no clareamento de manchas escuras, inclusive do melasma, já foi comprovada cientificamente e tem o crivo de nossas clientes.

Outro componente importante do produto é a alantoína, que é hidratante e regeneradora das células. Essa substância reduz os efeitos colaterais do ácido, tornando o Creamy Mandélico ainda mais seguro. Vale a aposta!

Fonte: Acne da mulher adulta: revisão para o uso na prática clínica diária | Surgical & Cosmetic Dermatology

2 Comentários Como tirar mancha de espinha do rosto?

  1. izabelle Lopes 22 de setembro de 2020 às 16:35

    Comecei a usar os dois Creamys (rosa e azul), e ambos me deram mais espinhas! Uso há mais de um mês e não vi melhoras.

    Responder
    1. Jess Carvalho 28 de setembro de 2020 às 12:55

      Oi Iza! Você pode nos enviar um e-mail para sac@creamy.com.br?
      Será preciso entender a sua rotina. Lá o pessoal pode te orientar melhor (:

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *