Posso fazer uso prolongado de Creamy?

Quem tem experiência com ácidos sabe que alguns produtos precisam ser aplicados apenas por tempo determinado, a exemplo do ácido retinoico. “Ele é tão potente que só é vendido com prescrição médica. Tem vários efeitos colaterais”, explica o médico especialista em dermatologia Luiz Romancini.

O mesmo não acontece com os ativos presentes nas fórmulas dos Creamys Mandélico e Glicólico. “Não existe nenhuma contra-indicação em se fazer uso contínuo dos ácidos. Aliás, o efeito deles é cumulativo, sobretudo a produção de colágeno, que pode atingir seu auge após alguns meses de utilização”, esclarece o profissional.

Todos os ativos escolhidos pela Creamy são derivados de fonte naturais. O ácido mandélico vem das amêndoas; o acido glicólico vem da cana; o alfa-arbutin também está naturalmente presente nas amoras, mirtilo, trigo e pêra; a niacinamida está nas nossas células na forma de vitamina B3; o alfa bisabolol vem da camomila. “Os demais ingredientes listados nas caixinhas são inertes, ou seja, não reagem e nem são absorvidos pela pele”, pontua Luiz.

Mas é bom ressaltar: caso decida manter o Creamy Mandélico e o Creamy Glicólico na rotina, é preciso alternar o uso. Nunca aplique um em cima do outro, ok?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *